O que está provocando o rápido crescimento da interconexão?

Ryan Mallory

Nosso recém-lançado estudo de mercado, o Global Interconnection Index (GXI), que está em sua segunda edição, oferece algumas projeções importantes, que ilustram como a interconexão está se tornando essencial para os negócios digitais.

Por exemplo, o GXI prevê que, em 2021, a capacidade instalada global de velocidade de interconexão será de mais de 8.200 Terabits por segundo (Tbps), que pode movimentar 33 Zettabytes de dados anualmente – 10 vezes mais do que o volume de dados da Internet. Essa é uma estatística impressionante e que pede mais explicações. Felizmente, o GXI oferece isso também.

O GXI descreve cinco tendências macro, tecnológicas e regulatórias em desenvolvimento que estão convergindo para impulsionar a demanda por interconexão – a troca de dados direta e privada entre empresas. Essa demanda por interconexão, por sua vez, está alimentando o crescimento da velocidade de interconexão, a capacidade total provisionada para troca de tráfego de forma privada e direta com um conjunto diversificado de participantes em pontos de troca de TI distribuídos.

À medida que essas tendências fundamentais aceleram, a complexidade e o risco aumentam e as empresas precisam integrar, de forma segura e eficiente, os mundos físico e digital para lidar com tudo isso. A interconexão é a chave para isso e é por isso que será cada vez mais crucial conduzir negócios digitais, qualquer que seja o setor, nos principais mercados ao redor do mundo.

Aqui vai um resumo das cinco tendências destacadas no GXI:

Tendência 1: Negócios digitais

A transformação de negócios digitais está se tornando um fenômeno global. De acordo com a IDC, em 2021, pelo menos 50% do PIB global estará digitalizado e o crescimento em todos os setores será impulsionado por ofertas, operações e relacionamentos aprimorados digitalmente. A IDC diz que este desenvolvimento está, ou deveria estar, acionando um “relógio” na cabeça dos diretores executivos, levando-os a percorrer o mais rápido possível suas jornadas de transformação digital.

A interconexão torna-se um alicerce fundamental para os negócios digitais nessa jornada, pois as interações em tempo real entre pessoas, coisas, locais, clouds e dados são essenciais na era digital. A interconexão faz com que isso aconteça de maneira rápida, segura e com a menor latência possível.

Tendência 2: Urbanização

A população global está se concentrando nas cidades e a interconexão é necessária, já que os negócios digitais são forçados a alterar seus modelos de prestação de serviços para acomodar essa mudança.

Hoje, cerca de 55% da população mundial vive em áreas urbanas e essa porcentagem aumentará para 68% até 2050, segundo as Nações Unidas. Um estudo independente do Conselho Nacional de Inteligência dos EUA estima que 65 milhões de pessoas estão sendo adicionadas à população urbana mundial a cada ano. Com tantas pessoas juntas, os serviços digitais devem estar cada vez mais concentrados e próximos dos usuários, para que as empresas possam oferecer a conectividade que seus usuários esperam. A interconexão aproxima aplicações, dados, conteúdo e rede nessas áreas densamente povoadas. Isso permite que as empresas cumpram suas promessas de serviço, mesmo que a demanda continue crescendo.

Tendência 3: Segurança cibernética

Os benefícios surpreendentes de um mundo mais conectado também geram preocupações de que esse nível de conectividade torne as empresas mais vulneráveis. Na verdade, violações da segurança cibernética de larga escala são um dos riscos mais sérios que o mundo enfrenta atualmente. Enquanto isso, ataques bem-sucedidos estão cobrando seu preço – a EY projeta que o custo global das violações de segurança cibernética atingirá US$ 6 trilhões até 2021.

À medida que invasores se tornam mais sofisticados e mais hábeis em evitar detecção, as empresas precisam fortalecer suas defesas, ao mesmo tempo em que aumentam sua vulnerabilidade, distribuindo seus dados por uma variedade de fontes e usuários. Para fazer isso, as empresas também precisam que seus controles de segurança sejam distribuídos. É possível fazer isso via interconexão na edge, onde a maioria das trocas de tráfego está acontecendo. A natureza direta e privada da interconexão também aumenta a proteção de dados e reduz o risco de comprometimento.

Tendência 4: Conformidade de dados

A economia digital pode ser global, mas mais países estão exigindo que os dados no coração da economia digital permaneçam locais. Ao menos 18 países bloqueiam a transferência de dados relacionados a informações contábeis, fiscais e financeiras.

No entanto, permanecer em conformidade é mais do que seguir as regras. Em uma pesquisa da Thompson Reuters, 69% dos entrevistados disseram que os esforços de conformidade bem-sucedidos podem aumentar a eficiência e a eficácia dos negócios, permitindo maior foco nas atividades de valor agregado. A necessidade de abordar a conformidade impulsiona a interconexão, porque a interconexão permite que as empresas vinculem seu armazenamento de dados, análises e clouds na mesma região de negócios. Esses dados podem permanecer locais e ainda fazer o trabalho que uma empresa global precisa fazer.

Tendência 5: Ecossistemas de negócios

Nenhuma empresa pode andar sozinha na era digital. Na verdade, a tendência é o oposto. O Gartner diz que, em 2021, o número de organizações que usam uma composição de intermediários mais que dobrará e que o envolvimento ativo dessas organizações com setores em ecossistemas fora de sua indústria nativa quase triplicará. Por quê? Atualmente, os fluxos de comércio digital estão criando processos globais de negócios e dados que envolvem uma variedade crescente de clientes, parceiros e colaboradores. A interconexão conecta de maneira segura e eficiente todos os atores em todos esses ecossistemas de negócios, à medida que esses ecossistemas se expandem em profundidade e em número.

Chegando para ficar

Tendências em setores como moda e música são fugazes, mas as tendências que impulsionam a demanda por interconexão são duradouras e refletem mudanças fundamentais na forma como os negócios são realizados na era digital. A interconexão tem a ver com segurança, escala e performance em um mundo digital em rápida evolução. Tem a ver com futuro e toda empresa digital precisa entender isso.

O relatório GXI não apenas explora as tendências que impulsionam a interconexão, mas também investiga o crescimento da velocidade de interconexão por categoria, incluindo região, setor e ecossistema. O estudo oferece insights que podem impulsionar vantagens competitivas aos negócios digitais.

Confira a segunda edição do Global Interconnection Index.

 

Você também pode se interessado em ler:
Seu negócio digital está pronto para passar de fase?

O que aprendemos sobre interconexão no ano passado

Ryan Mallory
Ryan Mallory Senior Vice President Global Solutions Enablement