De que os jogadores precisam? Velocidade + Segurança

Equinix e Zenlayer oferecem latência segura e ultrabaixa em todo o mundo

Eduardo Carvalho
Wade Chen

O setor de jogos está crescendo – rápido. Atualmente, os jogos jã não são destinados apenas a crianças ou entusiastas hardcore com equipamentos sofisticados, e estão se tornando tão onipresentes quanto o telefone celular. Dos “amantes de passatempo” casuais que jogam em dispositivos móveis para passar o tempo aos “jogadores convencionais” que encontram diversão em manterem-se atualizados sobre os últimos lançamentos dos games, os jogadores são tão diversos quanto os dispositivos em que jogam. Em uma distribuição praticamente uniforme entre sexo, idade e renda, apenas os grupos de 41 a 50 anos e de baixa renda jogam jogos a taxas um pouco mais baixas.[i] Uma coisa que todos os jogadores têm em comum, no entanto, é a necessidade de velocidade. Em uma pesquisa com 4.500 consumidores em nove países, a rápida performance foi classificada como a prioridade mais importante para os jogadores com 60 anos ou menos.[ii] Para as empresas de jogos, isso significa que a baixa latência e confiabilidade são fundamentais.

Os mercados de mobilidade e emergentes estão crescendo mais rápido

O setor de games como um todo está apresentando um forte crescimento, predominantemente impulsionado por dispositivos móveis. De acordo com uma pesquisa da Newzoo, o mercado global de jogos deverá crescer para US$ 196 bilhões até 2022, com uma taxa composta de crescimento anual de 9% entre 2018 e 2022. A expectativa é de que os jogos móveis (em smartphones e tablets) venham a responder por quase metade (49%) desse montante, ou US$ 95,4 bilhões até 2022, a uma taxa composta de crescimento anual de 11,3% no mesmo período. Em segundo lugar estão os jogos para console (31%), seguidos por games baixados/comprados para PC (19%) e os jogos para PC no navegador (1%).i

Em nível regional, embora os mercados maduros ainda retenham a maior parte dos gamers, as taxas de crescimento estão desacelerando, enquanto os mercados emergentes estão ganhando velocidade. Com a melhoria das infraestruturas e o aumento da demanda dos consumidores por jogos e esportes, a América Latina é agora o mercado de jogos que mais cresce no mundo, com uma taxa composta de crescimento anual de 10,4%. As projeções mostram que até 2022 que as participações de mercado por região serão distribuídas da seguinte maneira: Ásia-Pacífico (48%), América do Norte (26%), EMEA (22%) e América Latina (4%).i

Principais desafios para as empresas de jogos

Não é nenhuma surpresa que o jogo móvel seja o segmento que mais cresce. As taxas de adoção de dispositivos móveis são altas em todo o mundo, mesmo em regiões com baixas conexões de banda larga. Isso se traduz em uma infinidade de oportunidades para as empresas de jogos, mas os desafios permanecem. Elas incluem:

  1. Latência:A velocidade é essencial para a experiência do jogador. Mesmo as menores mudanças na latência podem significar a diferença entre uma vitória e uma derrota para os jogadores. Jogadores sérios ainda têm sobreposição de texto em seus jogos para exibir exatamente qual é seu tempo de ping a cada segundo. Uma taxa de ping de 0 a 20 ms representa uma performance excelente, enquanto 20 a 100 ms ainda pode funcionar para alguns jogos. No entanto, a latência de mais de 150 ms causa um atraso perceptível e frustração no jogador.

Fonte: Estudo de caso da Zenlayer

  1. Alcance + Custo:Atenuar a latência requer a remoção da distância física entre as plataformas de jogos e os usuários. Se você está em uma empresa dos EUA que quer alcançar jogadores na Rússia, América Latina, África ou Oriente Médio, isso significa construir ou alugar infraestrutura nesses locais. Grandes empresas de jogos com acesso ao capital têm recursos construir sua própria infraestrutura, mas isso pode ser complexo e a manutenção cara. Alugar infraestrutura de redes de entrega de conteúdo (CDNs) pode ajudar, mas isso não atenderá completamente a experiência de jogo interativo. Embora as CDNs tendam a ter um amplo alcance global, elas são otimizadas para fornecer conteúdo estático e de streaming unidirecional. Isso pode funcionar bem para baixar o conteúdo do jogo, mas muitos jogos também exigem conectividade rápida para retornar à plataforma de jogos para que o jogador tome ações.
  2. Segurança:A segurança on-line tem prioridade alta para os jogadores. Mais da metade (54%) não continuaria a jogar jogos on-line ou fazer compras em um website que já foi hackeado ou experimentou um incidente de segurança. Além do mais, os jogadores em alguns países, como Alemanha (62%), Japão (63%) e Coreia do Sul (66%) são ainda mais cautelosos.iii
  3. Escalabilidade: Quando a Fortnite organizou um show do DJ Marshmello no jogo, mais de 10 milhões de pessoas sintonizaram, estabelecendo um recorde de pico simultâneos de jogadores.[iii] A infraestrutura de jogos precisa escalar conforme o necessário para lidar com picos de tráfego como esse para eventos no game, lançamentos de novos produtos e muito mais.
Para que os jogos sejam bem-sucedidos, eles precisam ter boa performance. Eles não podem ter muita latência. Há tantas opções, que as pessoas vão apenas desistir e fazer outra coisa se o jogo não apresentar a performance esperada." Wade Chen, Diretor de Parcerias e Alianças, Zenlayer

Mudando o jogo, na edge

As empresas de jogos precisam oferecer uma experiência segura e com qualidade constante para os jogadores, independentemente do local ou número de usuários simultâneos. Isso requer a mudança de uma arquitetura de TI centralizada tradicional para uma que seja distribuída geograficamente em clouds centrais regionais e localizada na edge.

Fonte: Global Interconnection Index (GXI) Volume 3, publicado pela Equinix

Uma empresa de jogos global com sede na região Ásia-Pacífico queria se expandir no Brasil, mas estava tendo problemas quando se tratava de fornecer aos jogadores a mesma experiência de qualidade que tinha em outros locais. Por ser um mercado emergente, a infraestrutura de rede do Brasil não é tão madura quanto os mercados desenvolvidos. A Zenlayer fez uma parceria com a Equinix para fornecer à empresa uma rede segura, com baixa latência ( tempos de resposta de menos de 20 ms) e confiável que oferecesse aos jogadores a mesma experiência todas as vezes, em todos os mercados. A solução envolveu 250 servidores bare metal no data center International Business Exchange™(IBX®) em São Paulo, trânsito IP local com operadoras brasileiras por meio do portal Equinix Internet Exchange™ (IX) e conexões dedicadas aos seus pontos de presença globais (PoPs) – tudo isso a custos 25% menores do que a empresa já vinha pagando por serviços comparáveis. Melhor ainda, uma redução de 15% na latência durante os horários de pico traduziu-se em maior satisfação do jogador e maior participação em sua plataforma, devido a críticas positivas e boca a boca.

Com a Zenlayer na Platform Equinix®, as empresas podem acelerar a performance dos jogos online no mundo inteiro, aumentar o acesso a várias opções de jogos para diferentes tipos de dispositivos e proporcionar confiabilidade e segurança operacional de excelência. Os mais de 200 data centers IBX globais da Equinix permitem que as empresas de jogos posicionem a infraestrutura de computação próxima aos usuários na digital edge para minimizar a latência.

Saiba mais sobre como uma empresa de jogos global reduziu a latência e os custos no Brasil.

Você também pode estar interessado em ler outros blogs sobre jogos.

 

[i]Newzoo, 2019 Global Games Market Report: Light Version e Demographics of Gamers via Analytics Platform: Key Numbers.

[ii]Limelight Networks, The State of Online Gaming – 2019.

[iii]The Verge, Fortnite’s Marshmello concert was the game’s biggest event ever, fevereiro de 2019.

20ms ou menos

O novo normal para gaming
- Eduardo Carvalho, Presidente, Equinix Brasil

Eduardo Carvalho
Eduardo Carvalho Managing Director / Presidente - Brasil
Wade Chen
Wade Chen Director of Partnerships and Alliances at Zenlayer.