PIX: saiba por que sua empresa deve fazer parte desse novo ecossistema

Novo sistema de pagamentos aprovado pelo Banco Central garantirá agilidade para transações financeiras e exigirá mudanças nos agentes do setor

Eduardo Carvalho
PIX: saiba por que sua empresa deve fazer parte desse novo ecossistema

Previsto para entrar em funcionamento no Brasil em novembro, o PIX é um sistema de pagamentos instantâneos alternativo aos clássicos DOC e TED. Sua regulamentação foi aprovada pelo Banco Central, e a principal diferença dos métodos tradicionais é que viabiliza a liquidação de transações em segundos, com disponibilidade de realização 24 horas por dia e 7 dias por semana, diferente dos tradicionais com funcionamento em horário comercial. As movimentações poderão ser feitas tanto por pessoas físicas quanto por jurídicas e também governos, o que altera fundamentalmente a lógica de mercado dos agentes envolvidos assim como relações transacionais no mercado em geral

De acordo com o BACEN, a novidade fará parte da carteira de serviços oferecidos por bancos, fintechs, estabelecimentos comerciais, entre outros, não precisando, necessariamente, de dados como número de conta e agência — uma vez que a chave para concretizar as movimentações será definida por CPF, CNPJ, número de telefone celular ou endereço de e-mail.

Consumidores poderão se cadastrar junto às instituições das quais são clientes a partir de 5 de outubro; bancos, aplicativos de pagamentos, corretoras de criptomoedas e demais empresas deverão disponibilizar o procedimento em seus respectivos canais.

Contar com uma solução que garanta comodidade, segurança e agilidade, sem se preocupar em aguardar a chegada de um dia útil para liquidez é um importante passo para se manter inovador, competitivo e alinhado com as necessidades e tendências de mercado cada vez mais digital

Futuro dos Pagamentos: O que muda com a chegada do PIX

Entenda como o PIX vai mudar a lógica do mercado de pagamentos e como sua empresa pode se posicionar como protagonista nesse novo contexto com uma infraestrutura digital adequada.

Assista o webinar
Businessman successfully transfered money by electronic banking online mobile application technology, panoramic banner with copy space

Como funciona a implantação?

Ao dispensar vínculos com instituições bancárias tradicionais de forma direta, a novidade permite a viabilização das transações em diferentes plataformas, então fintechs e empresas de varejo, por exemplo, podem participar das operações.

Todas as transações são centralizadas no Banco Central e apenas as empresas que cumprem os pré-requisitos estipulados pela instituição, como ter mais de 500 mil clientes, precisam se conectar diretamente via RSFN – Rede do Sistema Financeiro Nacional. Sendo assim, o sistema é baseado em agentes diretos e indiretos que formam a rede PIX.

Os agentes diretos, como mencionado, são empresas que atendem a uma lista de determinações do BACEN e, por isso, devem se conectar via RSFN. Elas podem ser instituições financeiras tradicionais, varejistas, bancos digitais, entre outros.[1]

Por outro lado, o PIX permite que outros modelos de negócio entrem nesse ecossistema por meio da conexão indireta. Uma fintech, por exemplo, cria uma interface onde o usuário pode fazer a transação por meio do PIX, a informação de tal movimentação passa por um agente direto, que se conecta com o RSFN e, na sequência, com o Banco Central, que autoriza a operação. Então, a informação da transação faz o caminho até o recebedor: se ele tiver acesso a um agente indireto, os dados saem do BACEN, passam pelo agente direto e chegam ao indireto com uma mensagem de confirmação do recebimento, caso o destinatário seja cliente de um agente direto, a operação termina nesse ator.

Todo esse caminho precisa ser cumprido em 10 segundos. Para garantir a efetividade e segurança nesse processo, portanto, os agentes precisarão se conectar a serviços como sistema antifraude que façam o cruzamento de todos os dados para identificar possíveis inconsistências; serviços de segurança da informação para garantir a integridade dos dados; empresas de telecom que oferecem a conexão entre lojas e centrais, por exemplo; provedores de cloud; provedores de serviço de TI; entre outros.

Essas conexões são necessárias para garantir a disponibilidade e segurança dos agentes do ecossistema PIX. Continuando no exemplo de uma fintech que participa como agente indireto: além da conexão com o direto, ela precisa ter acesso a uma empresa que faça a análise antifraude, a uma cloud que assegure que seu app rode de maneira estável e rápida, a serviços de TI consistentes, entre outras empresas e serviços que ajudam a manter a atividade.

 

Transações financeiras serão liquidadas em segundos com o PIX.

Infraestrutura digital para o ecossistema PIX

Estar dentro de uma plataforma de Interconexão que permita uma melhor ligação entre os agentes PIX e os serviços adjacentes de que precisam para oferecer um serviço de qualidade é, portanto, um diferencial importante para as empresas.

Isso significa que, além de manter uma conexão estável entre agentes diretos e indiretos, os negócios devem se preocupar em ter acesso seguro a provedores de cloud, para que softwares e aplicativos funcionem de maneira ideal, com baixa latência e alta disponibilidade.

A conexão com parceiros e/ou serviços de segurança também se mostra essencial. Fazer o cruzamento de todos os dados transacionados para detectar possíveis anomalias e fraudes, por exemplo, demanda um enorme volume de informações e um sistema complexo. Para os agentes do PIX, nesse caso, é mais vantajoso contar com empresas especializadas que garantam a autenticidade das operações em um ecossistema digital consolidado e seguro.

Outro ponto de atenção são os serviços de TI e telecom de que todo negócio precisa para funcionar de forma plena. Estar próximo dos provedores desses serviços ajuda as empresas a colherem benefícios como menor latência, maior segurança e estabilidade.

Dentro do sistema Equinix, todos esses atores se cruzam por meio da Interconexão em um robusto ecossistema de negócios digitais. Por abrigar empresas de todos os serviços adjacentes citados em seu ecossistema que incorpora muito além de infraestrutura com acesso a composição de arquitetura distribuída e orientada à conexão, a Equinix possibilita que os negócios tenham maior estabilidade, segurança e agilidade, entregando oportunidades ilimitadas de Interconexão para que seus clientes aprimorem suas operações dentro do ecossistema PIX.

Segurança como diferencial no ecossistema PIX

Além das vantagens da Interconexão, estar inserido no ecossistema Equinix permite que os agentes diretos e indiretos somem determinados serviços em suas operações, otimizando a gestão do tráfego de dados e de custos.

Quando falamos em segurança, o BACEN recomenda que todos os dados transacionados pelo PIX sejam criptografados[FB5] – apesar de não ser uma obrigatoriedade. Fazer a gestão das chaves de criptografia, porém, pode ter um custo impeditivo se pensarmos em soluções de Hardware Security Module (HSM) — principalmente nos casos de empresas de menor porte.

Portanto, serviços por demanda, como o SmartKey (HSM As a Service da Equinix), se mostram como soluções que mantêm a competitividade do negócio ao passo que oferecem a segurança das chaves de criptografia a um custo por uso.

Contar com uma parceria sólida é fundamental para o sucesso das movimentações.

Prepare-se com a Equinix

Os pontos de presença e o ecossistema da Equinix , que abriga  boa parte dos envolvidos — agentes diretos (a exemplo dos bancos), clouds públicas, serviços de segurança, de TI e RSFN — garantem que a agilidade e a estabilidade exigidas pelo BACEN sejam contempladas pelo seu negócio.

Estar dentro do sistema Equinix permite que a troca de dados entre os agentes do PIX e os serviços adjacentes aconteça de maneira segura e privada. Dessa forma, os negócios terão uma infinidade de possibilidades de Interconexão para estarem sempre preparados para participar e absorver as inovações e tendências de mercado.

Deseja entender como aderir à novidade pode garantir que o seu negócio se mantenha competitivo em um mundo cada vez mais ágil? Assista ao webinar que preparamos sobre o assunto.

 

[1] https://www.bcb.gov.br/content/estabilidadefinanceira/pix/ListadeparticipantesemprocessodeadesaoaoPix-14.09.pdf

Eduardo Carvalho
Eduardo Carvalho Managing Director / Presidente - Brasil