Fornecedores de serviços digitais são responsáveis por mais de metade das interconexões na Europa

O relatório Global Interconnection Index volume 4 mostra que as telecomunicações e a cloud lideram a transformação digital Europeia

Matthew George

Sabia que as interconexões continuam a crescer, mesmo com a desaceleração da economia global? Isso é evidente na Europa, onde a procura por serviços de hiperescala, colocation e cloud continuam a crescer, levando à a uma maior necessidade de interconexão – troca direta e privada de tráfego entre os principais parceiros de negócios. De acordo com o relatório Global Interconnection Index volume 4 (GXI), um estudo de mercado publicado anualmente pela Equinix, o tráfego de interconexão na Europa continuará a crescer e registará uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 45% ao longo dos próximos cinco anos (2019 – 2023), a par da taxa de crescimento global. O GXI Volume 4 estima que, em 2023, a capacidade de largura de banda de interconexão instalada[1] em todo o mundo, poderá chegar a 16.300+ Terabits por segundo (Tbps). Nessa altura, espera-se que a Europa seja responsável por 23% (3.782 Tbps) da largura de banda das interconexões globais.

PERCENTAGEM EUROPEIA DA LARGURA DA BANDA DE INTERCONEXÃO GLOBAL ATÉ 2023
CRESCIMENTO DA BANDA DE INTERCONEXÃO EUROPEIA (TBPS): 2019-2023

See How Digital Leaders Are Prepared for Whatever Is Next

GXI Vol. 4 tracks shifts in the digital economy and their impacts on digital business. Explore how leaders use their digital infrastructure to fuel growth, where it’s happening and how you can use interconnection to stay competitive.

Read More
Stunning aerial view at night of the very crowded Hong Kong island streets, Shot above the Sai Yin Pun district

As tendências que estão a impulsionar o crescimento das interconexões na Europa

O GXI rastreia, mede e prevê o crescimento da largura de banda de interconexão privada necessária para apoiar as empresas que impulsionam a economia digital. O relatório ilustra como as principais tendências globais, agravadas pelo impacto da pandemia estão a intensificar, mais do que nunca, a necessidade por infraestruturas digitais. Isso inclui o rápido crescimento nos negócios digitais, na urbanização, riscos de cibersegurança, volumes de dados e requisitos de conformidade além de ecossistemas de negócios.

A Europa é conhecida por ter um dos regulamentos de privacidade e proteção de dados mais rigorosos do mundo. Embora não haja nenhuma mudança prevista em termos de regulação, a União Europeia (UE) está à procura de promover o crescimento da economia digital em toda a Europa. Novas políticas como a Lei de Serviços Digitais, Mercado Único Digital, Estratégia de Financiamento Digital e mais, visam modernizar o quadro jurídico para serviços digitais, melhorar o acesso a produtos e serviços online e promover o crescimento de redes e serviços digitais.

Os consórcios público-privados que apoiam iniciativas para fortalecer a inovação digital na Europa, também estão em franca expansão. Os exemplos incluem GAIA-X, um projeto que visa desenvolver uma infraestrutura Europeia de computação na cloud para rivalizar com os gigantes da tecnologia dos EUA, o Fundo Europeu de Inteligência Artificial (IA) para promover um ecossistema de organizações europeias que trabalham a política e tecnologia, assim como, o programa de pesquisa colaborativa de Parceria Público-Privada 5G (5G PPP).

Todas essas tendências combinadas estão a impulsionar o crescimento das interconexões privadas por toda a Europa.

Os fornecedores de serviços estão a ultrapassar todas as outras indústrias Europeias

Antes da COVID-19, a largura de banda de interconexões corporativa estava a crescer mais acelerada do que as implementações de fornecedores de serviço digital. Essa tendência agora mudou, à medida que os fornecedores de serviços aumentaram a sua escala para responder aos pedidos crescentes durante a pandemia global. Muitas empresas europeias, ainda nos estágios iniciais da transformação digital, não foram capazes de atender às necessidades crescentes de utilizadores remotos com sua infraestrutura local legacy. Com a necessidade de se adaptarem rapidamente, recorreram a fornecedores de serviços líderes em tecnologia digital, para os ajudar com uma infraestrutura digital mais ágil no edge. Como resultado, espera-se que as Telecomunicações e Serviços de Cloud e TI combinados, representem mais da metade (54%), ou 2.052 Tbps, da capacidade total instalada de largura de banda de interconexões na Europa, até 2023.

O setor de Conteúdo e Media Digital (CDM) já estava a mudar para uma infraestrutura digital moderna, de forma a suportar fluxos de trabalho de conteúdo na cloud, conectar parceiros no ecossistema de media e adaptar-se a um mercado em rápida mudança. O aumento na procura por entretenimento online durante a pandemia da COVID-19, apenas acelerou a transformação digital para empresas de MDL. O segundo trimestre deste ano viu um aumento ano a ano, no conteúdo transmitido, de 63% a nível global – na Europa, onde muitos países entraram em lockdown, o aumento foi de 134%.2 Serviços de vídeo on-demand com subscrição dispararam graças ao confinamento – A Netflix ganhou 7 milhões de novos assinantes na Europa, Oriente Médio e África (EMEA) e a Disney+  chegou a 50 milhões de assinantes  após o seu lançamento na Europa e Índia, em meados deste ano. 3 Com este aumento de assinantes por conta da pandemia, o relatório GXI prevê que o CDM será o setor de crescimento mais rápido em largura de banda de interconexões com um CAGR de 52%.

Das telecomunicações e cloud representem 54% da capacidade de largura de banda de interconexões na Europa até 2023.

Mas a disrupção está também a potencializar outras indústrias para o futuro

O relatório GXI também mostra como as indústrias que tradicionalmente não lideravam a adoção digital, estão agora a mudar devido à maior procura repentina por conta do confinamento em vários países Europeus. O setor público está a mostrar uma forte taxa de crescimento de interconexão, já que Saúde, Ciências da Vida, Governo e Educação tiveram que responder à necessidade urgente de aumentar os serviços digitais, como telemedicina, serviços públicos e aprendizagem online, durante a pandemia global. Na Europa, espera-se que o setor da Saúde e Ciências da Vida seja o segundo setor com o crescimento mais rápido, com um CAGR de 49% e em terceiro, o setor do Governo e Educação, com 47% CAGR.

Uma necessidade crescente por serviços de telemedicina e atendimento remoto está a colocar o setor da Saúde e Ciências da Vida como o segundo setor com crescimento mais rápido, com um CAGR de 49%.

As interconexões estão a impulsionar a liderança digital

Na Europa, as empresas estão a implementar e redimensionar rapidamente infraestruturas digitais e interconexões na Platform Equinix®, para acelerar a sua vantagem comercial num mundo em constante mudança. Exemplos dessa liderança digital incluem:

  • Um fornecedor líder de serviços de automóveis conectados, que oferece serviços de telemática no Reino Unido, precisava de uma forma mais rápida e segura de expandir os seus serviços a nível global. A linha ISDN (Integrated Services Digital Network) dedicada que estavam a utilizar no seu país de origem, não funcionaria noutros países. Ao mudar a sua infraestrutura de TI para o digital edge na Plataforma Equinix e estar, consequentemente, mais perto da cloud, redes, parceiros e clientes, a empresa foi capaz de acelerar a sua estratégia cloud-first. A empresa agora conecta-se com segurança e de forma virtual, à Amazon Web Services (AWS) para dados de veículos e encaminha-os para operadores de chamadas na rede da operadora de telecomunicações BT. Devido a isso, a empresa conseguiu melhorar a largura de banda em mais de 1.000 vezes assim como minimizar a latência, garantindo a segurança por meio de links dedicados.
  • Uma empresa líder em serviços de media global, Red Bee Media, expandiu a sua conectividade na Platform Equinix em toda a Europa, para apoiar o crescimento da sua loja, onde milhares de horas de conteúdo ao vivo são agregados de várias fontes. Fazendo uso de uma abordagem de interconexão para permitir que proprietários e distribuidores de conteúdo comercializassem e entregassem conteúdo multiformato, ao vivo em tempo real, a Red Bee implementou uma arquitetura multicloud híbrida para suportar fluxos de trabalho de conteúdo, obter proximidade com os utilizadores e conseguir a agilidade necessária para se adaptar a um cenário em constante mudança. Hoje, a loja oferece mais de 1.000 canais ativos com um catálogo de mais 10.000 que pode ser adicionado rapidamente e sempre que necessário.

O relatório GXI volume 4 analisa mais de 450 clientes presentes na Plataforma Equinix em todo o mundo e suas 4.500 implementações. É possível também comparar o seu posicionamento digital com vários líderes para projetar e implementar uma infraestrutura digital que tire proveito das interconexões e criar vantagem estratégica.

Saiba mais lendo o 4º Vol. do relatório GXI.

 

Leituras que possam ser do seu interesse:

(eBook) Powering Digital Leaders: Harnessing Your Digital Infrastructure to Gain Business Advantage

GXI Vol. 4 Global Findings

GXI Vol. 4 North America Findings

GXI Vol. 4 Asia-Pacific Findings

GXI. Vol. 4 Latin America Findings

 

 

[i] A largura de banda de interconexão é definida como a capacidade total disponível para trocar tráfego de forma privada e direta, com um conjunto diversificado de parceiros e fornecedores, em pontos de troca de TI distribuídos dentro de data centers de colocation neutros de operadora.

[ii] Conviva, The State of Streaming, Conviva’s State of Streaming Infographic – 2º trimestre de 2020.

[iii] The Verge, Disney Plus ultrapassa os 50 milhões de assinantes, abril de 2020; BBC News, Netflix ganha 16 milhões de novos assinantes graças ao confinamento, abril de 2020. (conteúdo em Inglês)

Matthew George
Matthew George Director, Segment Marketing, EMEA