Atendimento de saúde otimizado com infraestrutura híbrida

Como as infraestruturas de TI on premise para saúde estão se unindo com serviços e aplicações multicloud e de edge virtual híbridos

Sachin Sony
Atendimento de saúde otimizado com infraestrutura híbrida

Com ambulâncias interconectadas se transformando em salas de emergência virtuais para pacientes com fibrilação atrial que transmitem dados do controle de sua arritmia cardíaca diretamente ao cardiologista, a Internet das Coisas (IoT) em saúde está aproveitando a infraestrutura híbrida (física e virtual) para salvar vidas e garantir melhores resultados aos pacientes. A pandemia global acelerou exponencialmente o uso de cuidados integrados presenciais e virtuais por meio da telemedicina, dispositivos vestíveis e outras tecnologias inteligentes e emergentes para saúde (por exemplo, inteligência artificial (IA), aprendizagem de máquina (ML – machine learning), análise de dados e IoT) que estão transformando digitalmente as atuais infraestruturas modernas de saúde.

De acordo com a IDC, provedora líder global em pesquisa e consultoria de TI, “até 2023, 65% dos pacientes terão acesso ao atendimento por meio de uma porta digital de entrada, à medida que os provedores de saúde buscam maneiras para melhorar o acesso, o engajamento e as experiências em todos os serviços.[i]

Para aproveitar essas tecnologias digitais mais acessíveis, as organizações de TI em saúde precisam entender os fundamentos da infraestrutura híbrida e como unir data centers on premise, clouds públicas e privadas, edge services e aplicações.

Construa uma infraestrutura híbrida de alta performance, segura e flexível, para potencializar seu sucesso

A maioria das empresas que busca se transformar digitalmente para ganhar maior agilidade e resiliência, bem como apoiar futuras aplicações de negócios, precisa implantar uma infraestrutura digital híbrida.

Leia mais
Screen Shot 2021-09-14 at 1.49.37 PM

A infraestrutura híbrida vai além do multicloud híbrido e é composta pelos quatro seguintes pilares:

  1. Data centers on premise (seja no local da empresa ou em uma instalação de colocation de terceiros), onde aplicações herdadas são executadas.
  2. Edge services virtuais que fornecem acesso rápido à rede, metal bruto automatizado e tempo de precisão sem incorrer em atrasos longos e caros enquanto aguardam implementações físicas.
  3. Cloudspúblicas que fornecem software com serviço (SaaS), plataforma como serviço (PaaS) ou infraestrutura como serviço (IaaS) em nível corporativo de provedores como AWS, Microsoft, Azure, Google Cloud, Oracle® Cloud etc.
  4. Clouds privadas oferecem um ambiente de cloud de locador único que funciona em infraestrutura dedicada, fornecendo melhor controle sobre a infraestrutura e a implementação de controles de segurança personalizados para as organizações de TI.
    • Clouds privadas virtuais funcionam como clouds privadas a partir de uma infraestrutura pública compartilhada.

As empresas podem construir uma infraestrutura digital e aplicações baseadas nesses blocos fundamentais de infraestrutura híbrida que podem alavancar diferentes modelos de consumo. Eles também podem ser colocados estrategicamente nos locais que melhor suportam implantações de núcleo (localização primária), edge (próxima às partes interessadas) e ecossistema (troca de dados de parceiros ecossistêmicos), como mostrado no diagrama abaixo.

 

De acordo com o IDC Market Spotlight sobre A modernização da infraestrutura para plataformas inteligentes de ecossistemas de saúde, “as plataformas corporativas de saúde devem passar por uma modernização robusta a fim de permitir um núcleo digital inteligente para o paciente e que possa aproveitar os pontos de extremidade inteligentes (digital edge) e apoiar o engajamento inteligente com o ecossistema (troca digital).”[ii]

“Até 2023, 65% dos pacientes terão acesso ao atendimento por meio de uma porta digital de entrada, à medida que os provedores de atendimento médico buscam melhores formas de melhorar o acesso, o engajamento e as experiências em todos os serviços.” - IDC FutureScape: Previsões Mundiais do Setor de Saúde para 2021

Por que a infraestrutura híbrida é essencial na área da saúde?

Como outras empresas, as organizações de saúde buscam melhor performance, escalabilidade, segurança e confiabilidade, com redução de custos. Como resultado, essas empresas estão se voltando para infraestruturas híbridas que preservam investimentos de infraestrutura herdada on premise e que não podem ser imediatamente aposentados, modernizando suas operações de negócios ao usar uma combinação de arquiteturas de cloud privadas e públicas.

É aqui que uma infraestrutura híbrida com uma arquitetura multicloud híbrida faz mais sentido:

  1. Alguns dados e aplicações não são compatíveis para a cloud. As empresas mantêm certas aplicações e dados on premise para garantir maior segurança, cumprir as normas de conformidade e/ou os estatutos de governança de dados.
  2. Para certas cargas de trabalho, a cloud pode ser mais cara do que manter os dados e aplicações on premise. Por exemplo, transferir muitos dados frequentemente para dentro e fora da cloud pode elevar as taxas compostas de ingresso e egresso, aumentando o custo. Além disso, há outros elementos a considerar que aumentam ainda mais os custos, como replicação de dados, armazenamento, recuperação de desastres e movimentação de dados entre ambientes de cloud.

Quando não é mais econômico possuir e gerenciar seus próprios data centers, as empresas procuram cada vez mais alugar espaço em data centers de terceiros e de colocation para implantações de TI híbridas on premise. Isso não só permite que as organizações de TI em saúde aposentem suas instalações existentes de data center, que muitas vezes são caras de possuir e gerenciar, mas também permite que elas migrem certas cargas de trabalho e dados críticos não relacionados à missão para a cloud pública, mudando seu modelo de consumo de ser intensivo em CAPEX para intensivo em OPEX.

Por exemplo

  1. A infraestrutura híbrida permite que as organizações de TI continuem a executar infraestrutura herdada “no estado em que se encontram” em um data center neutro de fornecedores, como o Equinix, ao mesmo tempo em que aproveitam a proximidade com as melhores arquiteturas multicloud híbridas. Por exemplo, arquiteturas adjacentes à cloud permitem que bancos de dados herdados fiquem próximos aos serviços de cloud para uma melhor performance.
  2. Serviços de edge on premise baseados em OPEX, como o metal bruto automatizado como serviço (BMaaS) do Equinix Metal™e os serviços de dispositivos virtuais de rede do Network Edge, podem ser aproveitados por empresas de saúde que buscam mover cargas de trabalho para fora da cloud a um ambiente mais seguro e econômico. Essas estratégias de “cloud out/edge in” são fundamentais para construir infraestruturas híbridas bem-sucedidas.

Além de modernizar sua infraestrutura e gerenciar as dependências de certas aplicações herdadas, as organizações de TI em saúde precisam enfrentar desafios como:

  1. Manter a performance de suas plataformas de saúde e sua capacidade de escalá-las.
  2. Enfrentar os desafios relacionados com a segurança e governança dos dados e a adesão aos requisitos de conformidade e regulamentação.
  3. Garantir uma boa experiência paciente/cliente e controles de custos.
  4. Adotar tecnologias emergentes como IA, ML, IoT etc.

Isso só pode ser facilitado por um modelo de infraestrutura híbrida onde aplicações herdadas podem funcionar no estado em que se encontram, ao mesmo tempo em que aproveitam uma arquitetura multicloud híbrida, empregando as mais recentes soluções e tecnologias de saúde em um modelo econômico de consumo orientado por OPEX.

As plataformas corporativas de saúde devem passar por uma enorme modernização a fim de permitir um núcleo digital inteligente para o paciente que possa aproveitar pontos de extremidade inteligentes (digital edge) e apoiar o engajamento inteligente com o ecossistema (troca digital).” - IDC: A modernização da infraestrutura para plataformas inteligentes de ecossistemas de saúde

A interconexão é a chave para uma infraestrutura híbrida 

Nos últimos dois anos, durante a pandemia do COVID-19, os provedores de saúde têm se tornado cada vez mais digitais. As empresas de saúde que sobreviveram e tiveram melhor desempenho durante a crise rapidamente escalaram suas operações através da interconexão direta e segura que fornece serviços ininterruptos e reduz os custos de rede para suportar a crescente demanda por serviços digitais de saúde, troca de dados e colaboração ecossistêmica.

A Equinix oferece flexibilidade para implantar locais de núcleo, edge e ecossistema nos data centers da Equinix International Business Exchange™ (IBX®) próximos às partes interessadas sem ter que providenciar e possuir instalações com custos proibitivos. Essas estratégias também são essenciais para alavancar as mais recentes tecnologias como IA, ML, análises em tempo real e IoT, que são elementos críticos às estratégias de infraestrutura híbrida dos provedores de atendimento médico.

Soluções privadas de interconexão, como a Equinix Fabric™,[iii] também permitem a troca de dados de saúde e ciências da vida usando conexões virtuais seguras e de baixa latência de um-para-muitos que são mais econômicas do que conexões físicas individuais. A Equinix Fabric™ fornece conectividade segura para clouds e redes na edge em um modelo de consumo pré-pago (pay-as-you-go). Conexões virtuais também são mais fáceis de suprir, acelerando o acesso a serviços digitais de saúde críticos em escala por meio de arquiteturas multicloud híbridas.

A Sentara Healthcare e Optima Health, com sede nos EUA, criaram uma infraestrutura híbrida na Platform Equinix® com acesso multicloud direto e seguro para responderem de forma mais rápida e confiável às mudanças das forças de mercado. A transformação digital bem-sucedida de sua espinha dorsal de rede, prontuários eletrônicos (EMR – eletronic medical records) e plataforma de telessaúde permitiu que a Sentara lidasse com o aumento dramático do portal de pacientes e das visitas de telemedicina causado pela pandemia de COVID-19.

Nos últimos dois anos, durante a pandemia do COVID-19, os provedores de saúde têm se tornado cada vez mais digitais.”
Estamos vendo um aumento de 500% na demanda por interconectividade doméstica em nossa rede. Não teríamos a agilidade para nos adaptarmos às mudanças repentinas provocadas pela pandemia se não tivéssemos a capacidade de escalar rapidamente as conexões de rede e cloud na plataforma Equinix." - Matt Douglas, Chief Enterprise Architect, Sentara Healthcare & Optima Health

A infraestrutura híbrida possibilita que as organizações de saúde e ciências da vida criem um núcleo de saúde inteligente para o paciente, implantem serviços que salvam vidas de pacientes na edge e troquem dados com os principais participantes do ecossistema. Tudo isso é essencial para a inovação e colaboração na criação de diagnósticos e tratamentos contra doenças.

Children’s Cancer Institute (CCI) na Austrália fez uma parceria com o provedor de telecomunicações Optus e a Equinix em Sydney para construir uma solução de plataforma de interconexão que apoie sua Iniciativa de Zero Câncer Infantil. Essa parceria permitiu que o CCI implantasse uma solução de arquitetura adjacente à cloud que fosse segura e confiável e que oferecesse conectividade privada com a AWS, Azure e Google, a fim de processar dados e perfis genômicos complexos em alta velocidade.

O Equinix Cloud Exchange nos permite ter uma conexão direta e segura com nossos provedores de cloud e permite que nos conectemos globalmente aos nossos colaboradores para podermos integrar nossos sistemas aos deles de maneira fluida.” - Emilio Caspanello, ICT Manager, CCI

Fornecimento de uma infraestrutura híbrida que se sustente no futuro para os provedores de saúde

As estratégias de infraestrutura híbrida são cruciais para blindar as infraestruturas digitais contra o futuro, principalmente por permitirem que as organizações de saúde abracem novas dinâmicas desde o núcleo para a edge e para a cloud. Essa estrutura também lhes proporciona agilidade e flexibilidade para reagir rapidamente a mudanças bruscas no setor.

O provedor holandês de serviços médicos, Fysiologic, queria garantir a segurança dos dados médicos sigilosos e precisava de flexibilidade para colocar dados no local mais eficiente e seguro, assim como de escala, a fim de crescer de forma rápida e global. A Fysiologic transferiu seus dados para os data centers Equinix IBX e globalmente conectou sua infraestrutura distribuída e ecossistemas digitais de maneira dinâmica na Platform Equinix através da Equinix Fabric.

A Equinix é líder global de mercado com data centers em todos os países em que queremos operar. A empresa nos dá a capacidade de realizar conexão cruzada ou aproveitar a conectividade virtual de Camada 2 através da Equinix Fabric, tornando as conexões mais rápidas. E, como nós, a Equinix vê o valor em construir um ecossistema de provedores de serviços de cloud." - Odin Nijenhuis, Head of Business Development, Damecon

A infraestrutura híbrida fornece às empresas, como organizações de saúde, agilidade e flexibilidade sem precedentes, onde elas podem continuar a aproveitar a infraestrutura herdada de TI e integrar arquiteturas multicloud híbridas modernas e serviços de edge virtual. Líderes digitais em empresas de saúde normalmente:

  1. Implantam infraestrutura híbrida no núcleo e na edge para apoiar seus novos serviços digitais para pacientes.
  2. Maximizam e simplificam a interconexão com os parceiros ecossistêmicos.
  3. Usam infraestrutura flexível e sob demanda, tanto virtual quanto física, para atender às demandas que crescem (e mudam) rapidamente.

Os benefícios de uma infraestrutura híbrida incluem:

As the world’s digital infrastructure company, Equinix provides a global platform where healthcare organizations and their business partners can build hybrid infrastructure at the core and edge, and directly and securely interconnect with valuable ecosystems (clouds, networks, industry partners, etc.). At the same time, they can address key challenges around security (physical, software, procedural), compliance and industry regulations, scale and availability.

Learn more by reading the Hybrid Infrastructure e-Book.

 

 

Como uma empresa mundial de infraestrutura digital, a Equinix fornece uma plataforma global onde as organizações de saúde e seus parceiros de negócios podem construir uma infraestrutura híbrida no núcleo e na edge, interconectando-se direta e seguramente com ecossistemas valiosos (clouds, redes, parceiros do setor etc.). Ao mesmo tempo, as organizações podem enfrentar os principais desafios de segurança (física, software, procedimento), conformidade e regulamentações do setor, escala e disponibilidade.

Saiba mais lendo o e-Book de Infraestrutura Híbrida.

 

[i] IDC, “IDC FutureScape: Worldwide Health Industry 2021 Predictions,” Outubro de 2020 , IDC #US45834920.

[ii] IDC Market Spotlight, patrocinado pela Equinix “Infrastructure Modernization for Ecosystem-Intelligent Healthcare Platforms,” IDC #EUR148082121, agosto de 2021 

[iii] O Equinix Cloud Exchange é agora conhecido como Equinix Fabric.

Sachin Sony
Sachin Sony Senior Manager, Segment Marketing