Tendências Emergentes de Conectividade na Edge

Interconexão sob demanda alcançando pessoas, lugares e empresas onde o mundo BANI acontece

Vanessa Santos
Tendências Emergentes de Conectividade na Edge

BANI – mundo frágil, ansioso, não linear e incompreensível. Algumas dessas palavras, ou todas, soam familiares para você quando trabalha para mostrar o melhor de si, da sua equipe, das suas aplicações e dos seu negócios? Combinando visão e os recursos tecnológicos à sua disposição para construir e aprimorar as bases necessárias para que seus negócios prosperem na economia digital?

Esse não é um assunto exclusivo para discussões com C-Suites, tecnólogos e tecnólogos de negócios. As perspectivas se tornam mais interessantes ao trazer funções e competências mais amplas para esta conversa. Ao apresentar a sigla BANI, Jamais Cascio — um atropólogo, escritor e futurista americano — faz com que abordemos as complexas mudanças que acontecem em todo o mundo, no qual a economia de assinaturas digitais governa, e nos leva a pensar em como conseguiremos competir e desafiar essas regras.

Baixe o guia dos líderes para infraestrutura digital

Na economia digital em rápido crescimento de hoje, sua empresa pode estar lutando para se manter relevante. Para ser competitivo, você precisa acompanhar a mudança na demanda global por serviços digitais.

Baixe agora
Screen Shot 2022-07-12 at 5.29.10 PM

Como relatado na Pesquisa Equinix de tendências tecnológicas digitais de 2022 (GTTS – Global Tech Trends Survey), 80% dos líderes de TI em todo o mundo veem a digitalização de seus negócios como uma prioridade para garantir o futuro. É necessário mudar à velocidade de software, uma estratégia digital-first, caso você esteja buscando fornecer serviços digitais à medida que expande sua participação no mercado, sua presença no ecossistema digital e posiciona seus negócios e aplicações de forma a retornar crescimento com consistência. Com um pensamento future-back e uma abordagem digital-first, você pode começar a pensar em como melhor apoiar a natureza virtual, distribuída geograficamente e em evolução de seus negócios para que possa crescer e se expandir de forma sustentável.

Olhando para as tendências das tecnologias emergentes, estamos vendo a adoção de tecnologias que são fundamentais para uma vantagem competitiva em um mundo em que os clientes demandam excelência de atendimento na sua cadeia de valor. Isso é exemplificado por empresas que adotam casos de uso de computação edge de acesso múltiplo (MEC)  como a internet das coisas (IoT), inteligência artificial (IA), metaverso, conformidade de dados e 5G.

Mas como podemos nos manter atualizados? Bem, a aquisição de tecnologia na forma de fusões e aquisições (M&A) está criando o seu próprio caso de uso da edge. As empresas estão em meio a uma onda de aquisição de tecnologia, impulsionando gastos recordes para garantir seu contínuo aprimoramento tecnológico. No entanto, essa assimilação tecnológica não acontece sem ramificações. De acordo com a 451 Research, parte da Inteligência de mercado global da S&P, o valor das transações de fusão e aquisição de tecnologia atingiu US$ 1,2 trilhão em 2021, superando o total da soma dos dois anos anteriores.[i] A integração de uma empresa adquirida na infraestrutura de TI existente de outra empresa cria novos desafios para a edge. Isso requer a rápida assimilação de novos processos, culturas, TI, locais e colaboradores, parceiros e clientes, ao mesmo tempo em que se preserva os melhores recursos de uma empresa, expandindo-os ao interconectá-los às novas tecnologias.

Esses e outros casos de uso da edge possuem uma dependência em comum: a conectividade. De acordo com a GTTS, melhorar a segurança cibernética, cumprir as regulamentações de proteção de dados, tornar a empresa à prova de futuro e melhorar a experiência do cliente são as maiores prioridades, conforme sinalizado por organizações em todo o mundo. Líderes empresariais bem-sucedidos aproveitaram as oportunidades criadas por vários disruptores para evoluir, dando grandes saltos para implementar modelos de negócios à prova de futuro desenvolvidos em plataformas tecnológicas —começando por revisar a estratégia fundamental de tecnologia através do pensamento future-back edge-para-cloud ou edge-para-núcleo.

Por que a interconexão sob demanda é essencial para alcançar pessoas, lugares e negócios onde eles se encontram

De acordo com a 451 Research, “vários fatores críticos fazem com que as cargas de trabalho sejam executadas na edge, incluindo requisitos de segurança, de performance ou de latência e a soberania dos dados”.[i] A otimização da rede via interconexão sob demanda em mercados estratégicos distribuídos geograficamente é um facilitador para tudo isso, incluindo o acesso rápido e direto aos serviços da cloud e 5G. A interconexão e os serviços de rede virtuais definidos por software próximo proporcionam tempos de resposta mais rápidos e uma melhor experiência do usuário do que a infraestrutura de rede física tradicional, com uma camada segura adicional fornecida na edge através da interconexão. Pode-se reduzir de meses para dias a velocidade com que dispositivos de funções de rede virtual (VNF) (por exemplo, SD-WANs, roteamento de cloud, VPNs, firewalls etc.) interconectam com segurança a infraestrutura de TI da edge, pessoas, clouds, dados e coisas.

Como a segurança da rede é fundamental para qualquer infraestrutura física ou virtual (não importa onde esteja), a interconexão coloca proteções de segurança onde forem necessárias. Isso é especialmente importante ao integrar a TI de uma empresa recém-adquirida a partir de locais distribuídos geograficamente na edge, ou à medida que seus negócios continuam a se expandir para novos mercados, cruzando segmentos ou áreas geográficas. A proteção e soberania dos dados na edge podem ser rapidamente garantidas com a implantação de controles de segurança por meio da conectividade direta com serviços de segurança baseados na edge, como a negação distribuída de serviço (DDoS), tanto no local quanto na cloud.

Redes 5G de acesso de rádio (RANs) e RANs virtuais

Uma RAN, um dos muitos componentes 5G, usa frequências FDD 5G de rádio para fornecer conectividade sem fio (física ou virtualmente) aos dispositivos e acessar uma ampla gama de aplicações. Os dispositivos RAN ajudam a converter sinais sem fio em tráfego IP e o MEC permite a hospedagem de serviços de aplicações como parte de uma infraestrutura digital 5G na edge. Dado que os componentes 5G podem ficar espalhados por diferentes locais na edge em mercados estratégicos, a interconexão segura em um plano de controle de núcleo 5G e entre ecossistemas de rede e de cloud dentro de um hub de infraestrutura multi-inquilino neutro em relação a fornecedores pode ser essencial para o sucesso da implantação da 5G.

Fatiamento de rede

O fatiamento de rede se refere à capacidade de provisionar e conectar funções de rede virtual dentro de uma rede física comum. Por exemplo, o fatiamento de rede permite que as empresas usem redes e serviços 5G na mesma infraestrutura física. Serviços de rede virtual e de interconexão definidos por software em uma plataforma de infraestrutura digital distribuída geograficamente e interconectada permitem o ágil fatiamento de rede em uma ampla gama de ambientes físicos e virtuais. Isso permite determinar rapidamente padrões de tráfego e provisionar serviços de rede, construir um perímetro de edge seguro e inteligente à medida que se padroniza, orquestra e monitora políticas de controle de acesso da edge conforme necessário.

Interconexão sob demanda em ação

Vários fatores críticos levam as cargas de trabalho a serem executadas na borda, incluindo requisitos de segurança, desempenho ou latência e soberania de dados.”

Como a empresa mundial de infraestrutura digital™, a Equinix fornece locais na edge, orquestração de serviços de infraestrutura digital e interconexão, onde as empresas podem se interconectar e se integrar, de maneira direta e segura, aos ecossistemas digitais de negócios em velocidade de software. À medida que os líderes digitais mudam para um modelo digital-first que incorpora tanto a edge quanto a cloud, eles usam a Plataforma Equinix® com os serviços de interconexão sob demanda Equinix Fabric™ e Network Edge para desbloquear o verdadeiro valor de sua infraestrutura digital.

Por exemplo, a Verizon conecta a sua rede global de backbone de fibra óptica para acessar a Plataforma Equinix em todo o mundo. Isso inclui a capacidade de aproveitar os recursos 5G Ultra Wideband e MEC em muitos locais e permitir que conexões através do backbone de fibra alcancem qualquer negócio na Plataforma Equinix, incluindo hiperscaladores, provedores de cloud e parceiros ecossistêmicos, fornecendo a base para uma plataforma MEC.

A Exoscale, uma subsidiária do Grupo A1 Telekom Austria, estava crescendo rapidamente seus negócios de hospedagem na cloud e expandindo suas soluções para desenvolvedores de aplicações em toda a Europa. A Exoscale se aproveitou do amplo alcance europeu da Equinix e a interconexão definida por software Equinix Fabric em locais de edge em mercados estratégicos para entregar acordos de nível de serviço (SLAs) de segurança, performance e confiabilidade para sua crescente base de clientes em sua hospedagem na nuvem.

Um provedor global de serviços financeiros queria melhorar a experiência geral do cliente para sua solução de Software como serviço (SaaS), adotando uma abordagem diferente para suas conexões privadas existentes. Antes de implementar seus serviços na plataforma Equinix, o tempo de implantação para a instalação de hardware físico era de 7 a 9 meses (em média). Interconectar os clientes à sua solução SaaS usando a Network Edge e Equinix Fabric na Plataforma Equinix modernizou a rede do provedor e proporcionou a conectividade sob demanda necessária para acelerar os serviços para os clientes.

Estes são apenas alguns exemplos de como a interconexão sob demanda na edge está transformando a forma como as empresas implantam e se conectam com aplicações MEC na Plataforma Equinix. A conectividade na edge com a Equinix Fabric também inclui o fornecimento de acesso à Equinix Metal™, um Bare Metal com serviço sob demanda de alta performance executado na Plataforma Equinix. Por exemplo, um de nossos clientes implantou uma infraestrutura virtual e se interconectou com ecossistemas de provedores de serviços de cloud e de rede usando os serviços Equinix Metal, Equinix Fabric e Network Edge, eliminando as despesas de hardware para configurar um ambiente de teste enquanto acelerava a implantação da validação do conceito.

Veja mais informações sobre como a interconexão sob demanda na Plataforma Equinix fornece uma base robusta para seus casos de uso da edge e aplicações. Leia o Guia executivo para infraestrutura digital.

[1] 451 Research, part of S&P Global Market Intelligence, 451 Research’s M&A KnowledgeBase.

[1] 451 Research, “The Role of Datacenter Services in Multi-Access Edge Computing,” Pathfinder Report, May 2022, Commissioned by Equinix.

À medida que os líderes digitais mudam para um modelo digital-first que incorpora borda e nuvem, eles estão usando o Platform Equinix® com serviços de interconexão sob demanda Equinix Fabric e Network Edge para liberar o verdadeiro valor de sua infraestrutura digital."
Vanessa Santos
Vanessa Santos Field Development Senior Manager
Subscribe to the Equinix Blog