Boom da internet no Brasil também impulsiona a interconexão privada

 

O Brasil adiciona cerca de 10 milhões de novos usuários de internet em um ano

por Wellington Lordelo

O crescimento da internet pública no Brasil está decolando. Em 2017, foram adicionados cerca de 10 milhões de novos usuários, incluindo um grupo demográfico crescente que pode ser uma surpresa. Segundo um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2016 e 2017 o número de internautas brasileiros cresceu quase 9%, indo de 116,1 milhões para 126,4 milhões (69,8% da população total)¹. Dos 10 milhões de novos usuários, 23% têm 60 anos de idade ou mais. Como era de se esperar, a maioria dos novos usuários está entre 25 e 39 anos, o que representa a expansão geral do uso da internet no Brasil tanto nas áreas urbanas (80% do total) quanto rurais (41% do total).

“O uso das tecnologias mais recentes, como é o caso da internet, tem adesão mais rápida entre os jovens. Mas, a rápida evolução das facilidades para o seu uso vem ampliando a sua disseminação entre todos os grupos etários e de ambos os sexos”, afirmou o IBGE.

Se analisarmos quantos desses usuários estão acessando a internet pública, o estudo fornece as seguintes informações:

  • O número de residências com acesso à web aumentou de 69% para 75% ao longo do ano (embora o número de notebooks e tablets em cada domicílio esteja caindo). O principal uso é para o envio de mensagens via aplicativos de e-mail, redes sociais, etc.
  • Os telefones celulares foram responsáveis ​​por 98% do acesso total à internet.
  • O acesso à internet pela TV aumentou de 11% para 16% entre 2016 e 2017.

Tanto o crescimento da internet quanto o crescimento da Interconexão privada apresentam uma curva acentuada

Paralelamente ao aumento do uso da internet, há um aumento crescente da Interconexão — troca de tráfego direta e privada entre empresas — na América Latina (LATAM). De acordo com o Global Interconnection Index (GXI) Vol. 2, as projeções indicam que a América Latina será a região com o crescimento mais rápido, com a capacidade de Velocidade de Interconexão apresentando uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 59% entre 2017 e 2021². Espera-se que as duas maiores cidades brasileiras, São Paulo e Rio de Janeiro, aumentem sete vezes sua capacidade de Velocidade de Interconexão durante esse período.

De acordo com o GXI Vol. 2, as previsões indicam que a capacidade instalada de Velocidade de Interconexão de nove dos 11 setores representados na América Latina deverá apresentar uma taxa composta de crescimento anual de mais de 60%. Prevê-se que os três setores mais fortes que consumirão a maior parte da capacidade de Velocidade de Interconexão em 2021 serão:

  • Conteúdo e Mídias Digitais (CDM) a 267 Tbps, o que representa 35% do total do consumo de Velocidade de Interconexão na América Latina. Os provedores de CDM estão localizando seu conteúdo na região e fazendo parcerias com provedores de internet locais — reduzindo o preço tanto do acesso à internet quanto da Interconexão privada.
  • Cloud e Serviços de TI a 135 Tbps, o que mostra um enfoque na adoção da cloud pelas empresas nessa região.
  • Bancos e Seguradoras a 109 Tbps, constituindo o mais consolidado de todos os setores da América Latina.

Consulte o diagrama abaixo para todos os setores da América Latina:

Foco na interconexão para ecossistemas de Provedores de Serviços

O GXI Vol. 2 prevê que a Interconexão entre empresas apresente uma taxa composta de crescimento anual de 71%. No entanto, essa modalidade representará apenas 39% do tráfego de interconexão total da América Latina. Até 2021, a maior participação da capacidade de Velocidade de Interconexão do continente será impulsionada pelas operadoras (537 Tbps) que trabalham para permitir uma maior Interconexão com o mercado norte-americano e outros mercados globais. A interconexão com os provedores de cloud e TI compõe o segundo maior segmento (116 Tbps) com uma CAGR agressiva de 109%, representando maior demanda para serviços baseados em cloud mais escaláveis e mais ágeis dentre os crescentes negócios da América Latina, tanto das empresas que implementam infraestruturas de TI multicloud on premise como dentro dos provedores de colocation, como a Equinix.

Tendências que estão impulsionando o crescimento da Interconexão

O aumento tanto do acesso público à internet quanto da Interconexão privada é um reflexo de macrotendências tecnológicas e setoriais, conforme relatado no GXI. Isso inclui: aumento dos negócios digitais, urbanização dos usuários, aumento da segurança cibernética, aumento das regulamentações de conformidade de dados e desenvolvimento de ecossistemas empresariais, como redes, clouds e CDM.

A aceitação regional de plataformas de colocation e Interconexão não vinculadas a nenhum fornecedor, como é o caso da Equinix, com acesso a ricos ecossistemas de parceiros de negócios e digitais, está acelerando o acesso mais econômico a operadoras, provedores de internet, cloud e conteúdo no Brasil. A plataforma Equinix® pode reduzir significativamente a barreira que impede a entrada de novos clientes tanto na internet quanto na Interconexão privada, com soluções como o Equinix Cloud Exchange Fabric™ (ECX Fabric™), que permite conexões virtuais entre uma empresa e diversos provedores de rede, cloud e SaaS, mesmo em áreas metropolitanas onde não existe acesso local.

A convergência de sistemas de cabos submarinos, como o Monet, o GlobeNet e o Seabras-1 transforma o Brasil em um local de crescimento preferencial para as empresas de telecomunicações e provedores de cloud e de CDM em hiperescala, como o Microsoft Azure, a AWS e o Google. A Equinix abriga as estações de cabos submarinos para esses e muitos outros proprietários e operadores de cabos submarinos globais. Atualmente, os data centers International Business Exchange™ (IBX®) da Equinix estão habilitados para cabos submarinos em 34 áreas metropolitanas ao redor do mundo.

As empresas e os provedores de serviços também podem aproveitar as melhores práticas da Arquitetura Orientada a Interconexões (IOA) para criar infraestruturas de TI globais e prontas para o digital na Plataforma Equinix e alcançar todos os lugares, interconectar a todos e integrar tudo. Nossa base de conhecimento de IOA fornece acesso a playbooks e blueprints para redes, clouds e conteúdo e mídia digital para ajudar empresas e provedores de serviços a construírem seu futuro digital.

Para obter mais informações sobre o crescimento da Interconexão global, leia o GXI Volume 2.

¹ O Globo, “Brasil ganha 10 milhões de internautas em 1 ano, aponta IBGE,” 12/2018.

² A Velocidade de Interconexão é a capacidade total disponibilizada para a troca de tráfego privada e direta com um conjunto diversificado de contrapartes e provedores em pontos de troca de TI distribuídos dentro de centros de colocation carrier-neutral.

Print Friendly